Dicas para aumentar o bom humor

Convenhamos, nenhuma mulher poderosa merece se deixar levar pelas situações estressantes e inconvenientes do dia a dia, não é mesmo? Manter o humor elevado faz muito bem para o corpo, mente e saúde – essa pode não ser uma tarefa fácil, mas é completamente recompensadora, pois afastar os pensamentos ruins contribui para diversos parâmetros de nossa vida. Por isso separamos algumas dicas para você aumentar o bom humor.

Alimente-se bem

Uma boa alimentação pode ter muito mais influência sobre seu organismo que você imagina. Ingerir sempre alimentos naturais é o mais indicado. Isso garante que o organismo exerça um esforço desnecessário para digerir e absorver os alimentos, tornando essa tarefa muito mais leve e que não desgaste suas energias. É muito mais fácil aumentar o bom humor com o corpo funcionando bem.

 Mude pequenas atitudes

Repense a sua rotina! Está dormindo bem? Está mantendo próximas as pessoas de que gosta? Está organizando bem suas tarefas? Tudo isso evita estresse – e muito! Outra prática essencial para estar sempre o bom humor é buscar ações positivas – isso vai ajudar a aprender a lidar muito melhor com situações que desgastantes que envolvam estresse ou surpresas indesejadas.

Pratique algum exercício que traga harmonia

Uma das maneiras mais eficientes de aumentar o bom humor é incluindo exercícios no dia a dia. Isso acontece por um motivo bem simples: ao se exercitar, o organismo libera endorfinas na corrente do sangue, um neurotransmissor capaz de estimular o bom humor e aliviar o estresse. Por isso, para trazer mais harmonia para sua rotina, busque algum exercício que você goste ou que faça bem para a mente, como pilates, exercícios ao ar livre, ioga e outros.

Não é maravilhosa a possibilidade de emagrecer e deixar a saúde em dia enquanto melhoramos o humor? E para maximizar ainda mais os seus resultados da dieta e exercícios físicos, tome Redulin – ele vai te ajudar a perder mais calorias e incentivar a perda de peso. Confira nosso catálogo e garanta já o seu!

 

Fontes: Tua Saúde, Escola Psicologia, Saúde IG.